domingo, 1 de dezembro de 2019

O primeiro fechamento mensal do blog! Novembro/2019


______Chegamos no melhor mês do ano, rs! (pelo menos para mim). Sabem o que isso significa? Nada Que já podemos fazer o primeiro fechamento mensal do nosso blog !! 😁

______Para quem não viu, no último post eu publiquei minha evolução patrimonial. Hoje vamos ao fechamento mensal.

APORTE MENSAL

Aporte: R$ 11.345,72
Retirada: R$ 6.000,00

______Esse mês foi atípico (o primeiro do ano) que tive que fazer uma retirada dos investimentos. Tive que emprestar, por motivos de saúde (urgência), o valor de R$ 6.000,00 a um familiar, que retornará a mim já nesse mês de dezembro e se juntará ao aporte do mês.

______Retirei esse mês da minha reserva (meses anteriores), e não dos investimentos em renda variável, então tudo "ok". Em dezembro nosso aporte será vultoso. 😃

______O aporte esse mês foi assim distribuído:

(clique em cima da imagem para vê-la maior)


______Como eu disse em outras postagens, vou compartilhar o racional (de forma muito sucinta) por trás das minhas decisões, deixando claro que não se trata de recomendação e que eu posso estar completamente enganado.


RACIONAL DO APORTE:
 
CDB 100% CDI: Eu sou do time intermediário que defende que preço importa, mas não tanto. Eu penso que o preço é importante tanto quanto mais arriscado for o investimento. Por isso, tendo a manter uma reserva de oportunidade (conversaremos já já sobre ela).
CONTA CLEAR: esse é um dinheiro que mandei para corretora mês de novembro, mas após as compras, ainda não encontrei onde alocá-lo, mas creio que em pouco tempo será utilizado na renda variável. Caso eu mude de ideia, vou trazê-lo de volta ao Banco Inter para colocá-lo em CDB 100% de CDI e compor a reserva de oportunidade.

XPML11: Para mim um dos melhores e maiores fundos de shopping da nossa bolsa. Com o reaquecimento da economia, tende a se beneficiar. Respeitando a proporção da carteira, é um fundo que eu gosto de ter em carteira.
XPLG11: Um ótimo fundo de logística. É o setor que mais gosto. Iniciei o investimento nele recentemente e tenho mantido assim para aumentar a participação na carteira e atingir o percentual estipulado.
MALL11: É o fundo mais arriscado da minha carteira. Como vocês vão perceber abaixo, eu não gosto de correr risco em fundos imobiliários e é por isso que eu abro mão de um yield mais alto. Esse fundo pode ser tratado com exceção. É mono imóvel (ainda), mas está com a promessa de ampliar o portfólio. Como tem risco, é o menor percentual na carteira.
GGRC11: Ótimo fundo de logística, que teve queda em sua cotação nessa última semana de novembro por conta de um escândalo de corrupção entre os diretores da gestora. Como se trata de notícia de curto prazo e que "pessoas vão, pessoas vêm e as empresas ficam", entendi como uma "oportunidade" para reforçar a posição e comprei com um ótimo desconto. Gostaria de ter comprado mais, mas me mantive dentro do máximo percentual que posso alocar nesse fundo. Entendo que sempre devemos respeitar o gerenciamento de risco em detrimento das "oportunidades".
KLBN4: Empresa arriscada (projeto PUMA II que traz muita alavancagem à empresa), mas bem gerida e que tem se mostrado sólida em mais de 100 anos de existência. Boa pagadora de dividendo. Eu prefiro comprar as ações preferenciais em detrimento das units porque nessas últimas, ao vender com ganho de capital, pode ser que incida IR (há discussão, mas prefiro fugir dessa possibilidade).
ENBR3: Para mim uma das melhores elétricas da bolsa. Empresa de crescimento, com desconto perto de seus pares e ainda paga algum dividendo. A única coisa que preocupa é possível aquisição da EDP Portugal pela CTG (Chinesa). Por isso sempre respeito o limite percentual da Carteira.
EGIE3: Aqui não preciso dizer muito, certo? Melhor elétrica da bolsa. Sempre que cai eu compro um pouco. É a maior posição da carteira atualmente.
LEVE3: A Mahle Metal Leve é uma ótima empresa. Paga bons dividendos, é alemã, e é extremamente bem administrada. Em síntese, a empresa fabrica com peças automotivas: filtros (combustível, óleo, ar condicionado, etc.), pistões, cilindros, dentre outros. Mostra-se uma empresa boa para se investir no longo prazo. Contudo, eu tenho tentado enxugar minha carteira e tentar colocar somente empresas que realmente fazem sentido pra mim e que eu me sinta confortável. Eu não costumo fazer vendas. Gosto de acumular patrimônio, mas a Mahle era a última empresa que eu queria me desfazer para chegar à "carteira ideal" para meu momento.


EVOLUÇÃO PATRIMONIAL

______Pois bem. Com essas movimentações, assim está nossa evolução patrimonial:

(clique em cima da imagem para vê-la maior) 

______Como se observa, a evolução patrimonial mensal ficou em R$ 5.287,79, mas mês que vem, quando receberemos de volta o empréstimo feito, tiraremos a diferença.

COMPOSIÇÃO PERCENTUAL DA CARTEIRA

______Compartilhado o aporte, a alocação e a evolução patrimonial, quero mostrar para vocês minha carteira atual, em porcentagens:

(clique em cima da imagem para vê-la maior) 

 ______Esmiuçando um pouco mais a carteira de Renda Variável, ela está assim dividida:



(clique em cima da imagem para vê-la maior)

 ______Agora passo a mostrar a carteira em valores:

 (clique em cima da imagem para vê-la maior)

PROVENTOS

______Um dado muito importante que gosto de observar em minha carteira é o aumento da geração de renda passiva. Embora este não seja, no momento, o meu foco, é sempre importante acompanhar a evolução.
 
 (clique em cima da imagem para vê-la maior)

______Já disse no post anterior, mas repito que o que me chama atenção ao observar esses gráficos é a linha azul, também chamada de "linha de tendência" e serve para monitorar se o objeto analisado tem tendência de alta ou baixa. É clara a tendência de alta, o que empolga bastante, pois mais importante que o valor é a tendência.


RENTABILIDADE

______A rentabilidade mensal da nossa carteira ficou em +2,71%, contra +0,95% do IBOV e +0,38% do CDI.

______A rentabilidade no ano ficou em +25,87%, contra +23,14% do IBOV e +5,54% do CDI.

______Seguem os respectivos gráficos:

(clique em cima da imagem para vê-la maior)


RESERVA DE EMERGÊNCIA, RESERVA DE OPORTUNIDADE E CASAMENTO

______A princípio, não tenho reserva de emergência. Eu tenho uma reserva de oportunidade, ou seja, um dinheiro ao qual eu destino exclusivamente para compra de ações e/ou fundos imobiliários quando surge uma oportunidade inesperada. Exemplo: esse mês surgiu a oportunidade de compra do GGRC11 com desconto de cerca de 8%.

______Eu sugiro, sempre, que todos tenhamos reserva de emergência, mas eu não tenho por alguns motivos: 1) sou solteiro, não tenho muitas obrigações que devem ser resolvidas em curto espaço de tempo; 2) tenho um plano de saúde muito bom; 3) meu carro tem seguro; 4) eu ganho muito mais do que eu gasto [meus aportes giram em torno de 80% do meu salário]; 5) tenho uma reserva de oportunidade que, em último caso, pode ser usada para uma eventual emergência.

______Absolutamente não é recomendável não ter reserva de emergência, mas eu sei os riscos, consequências e tomei a decisão baseada no meu momento de vida atual. Absolutamente se fosse casado, tivesse filho e uma outra vida, eu manteria, pelo menos, cerca de 6 meses o meu custo de vida mensal em uma aplicação de baixíssima volatilidade e que acompanhasse o CDI.

______Minha carteira, atualmente, é visada 100% para renda variável, exceto a parte destinada ao casamento, conforme os gráficos acima. Então, eu considero minha reserva de oportunidade como sendo renda variável, ela só não sabe disso, rs, mas um dia se transformará em ações/fundos imobiliários. O fundo que utilizo para minha reserva de oportunidade é o SCHRODER HIGH GRADE ADVISORY FI RF CP. Para o casamento, utilizo os seguintes fundos: 1) ARX VINSON FI RF CP e 2) CAPITÂNIA TOP CP FIC FI RF.



CORRETORAS

______Atualmente utilizo três corretoras: 1) Clear (renda variável); 2) XP (fundo de oportunidade); 3) BTG Pactual Digital (casamento).

______Para fins de simplificação (e por alguns motivos pessoais, que não vêm ao caso), penso em breve abandonar o BTG e passar a usar somente XP para renda fixa. O BTG, pra mim, é o melhor em investimentos em renda fixa, mas pelos motivos que falei acima, pretendo ficar somente na XP.

______Assim está a divisão, por corretora, dos investimentos:


(clique em cima da imagem para vê-la maior)


CONCLUSÃO

Esse é o primeiro fechamento mensal que compartilho, então sei que ainda tem muitas coisas a acrescentar.
 Caso tenham alguma sugestão ou se tiver algo que queiram que eu mostre, é só avisar, pois minha ideia é realmente compartilhar tudo.

Por hoje é isso! Vamos para o último mês do ano com garra para aportar muito mais.

Até o próximo post.










7 comentários:

  1. Cara, parabéns por tudo: disciplina, coragem de sair da corrida dos ratos e pelo blog. Tá muito legal, com o tempo você acaba chegando num ponto "final", dos eu jeito, mas gostei do que vi. O meu é uma doideira desde sempre, KKKKK, mas tento caprichar no conteúdo. Tamo junto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que honra tê-lo aqui, HM! A inspiração de criação do blog e de caminho ao FIRE veio até o discípulo, rs. A jornada é longa, mas muito prazerosa e recompensadora. Vamos juntos!

      Excluir
  2. Parabéns ID pelo belo patrimônio e pelo blog. Bem vindo a Firesfera, está listado agora. Abcs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, AA40! Você, assim como muitos colegas, foi fonte de inspiração desse projeto.

      Excluir
  3. Olá, ID
    Excelente evolução patrimonial. Vou acompanhar sua jornada.
    Bons investimentos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita! Vamos todos juntos nessa caminhada.

      Abraços.

      Excluir
  4. Muito bom ID,

    Bastante detalhado o fechamento. Vc tem algum e-mail de contato? O meu é oaportadorfinanceiro@gmail.com. Gostaria de tirar uma dúvida com você

    Abraço

    ResponderExcluir