domingo, 24 de novembro de 2019

Como conseguir até 30% de desconto no pagamento de impostos



______Estamos em novembro e esse é o mês da black friday. Essa é a época do ano que mais somos bombardeados de (supostas) promoções. Pra mim, é hora de ativar a máxima de que se eu não comprar o desconto é maior. Foco! Quando temos foco e sabemos onde queremos chegar, se manter no trilho parece mais fácil.

______Aproveitando esse clima de "black fraude" e também o fim do ano, vamos tratar nesse tópico sobre algo que nos acompanha durante a vida toda: os famigerados impostos.

______Já diz a (nunca) velha frase: se temos duas certas é que a primeira morreremos e a segunda pagaremos impostos.

______Mas se por um lado ainda não haja meio (lícito) para fugir do pagamento deles, podemos encontrar meios para tentar diminuir o impacto financeiro deles em nossas vidas.

______Abaixo vou compartilhar alguma das minhas estratégias para reduzir os valores especificamente do IPVA e do IPTU. Também existem algumas estratégias para diminuir as cargas dos impostos nos investimentos, mas isso podemos abordar no futuro em outra postagem.

______Ah, uma observação: a postagem contém alguns termos jurídicos (nada complicado), afinal não esqueçamos que somos um investidor direito. 😉

IPVA

______O IPVA é o "imposto sobre a propriedade veículos automotores". De acordo com o entendimento do poder judiciário, o IPVA incide somente sobre veículos a motor de propulsão que circulem por vias terrestres. Logo, pagam IPVA todos os veículos terrestres. Existem algumas exceções, mas são poucas.

______Como é um imposto estadual, a alíquota do IPVA varia de estado para estado. No que eu moro, as alíquotas são 2% para veículos com motor até 1.0 e 3% para veículos com motor acima dessa litragem, sempre calculadas em cima do valor da tabela de referência (FIPE).

______Meu carro é 1.3, logo pagarei 3% de IPVA em cima do valor da FIPE dele, e isso é inevitável. Agora vamos às dicas para reduzir o valor final a ser pago:

______1) Alguns estados (como é o caso de onde moro) concedem desconto para pagamentos à vista. Logo, é importante que se faça um planejamento orçamentário no ano anterior para ter o dinheiro do IPVA à vista e, assim, conseguir uma barganha de excelentes 10%.
______2) Cumulativamente a isso, alguns estados aderiram à campanha de bons condutores. Funciona da seguinte forma progressiva: 
______a) se o proprietário e o veículo não tiverem multas nos últimos 3 anos, são concedidos 20% de desconto; 
______b) se o proprietário e o veículo não tiverem multas nos últimos 2 anos, são concedidos 15% de desconto; e 
______c) se o proprietário e o veículo não tiverem multas no último ano, são concedidos 10% de desconto.
______Interessante que nesse item você pode economizar duas vezes: não tomando multa e conseguindo desconto proporcional no imposto de renda. Como tenho carteira há 10 anos e nunca tomei uma multa, sempre consigo o desconto máximo de 20%.

______Resultado: economia de 30%.


IPTU

______O IPTU é o "imposto predial e territorial urbano". Esse imposto recai sobre a propriedade de um imóvel em área urbana (casa, apartamento, sala comercial ou qualquer outro tipo de propriedade em uma região urbanizada). A competência para cobrá-lo é do município.

______Como é um imposto municipal, a alíquota de sua incidência também varia de município para município. No município que moro, existem diversas alíquotas e o assunto debanda para uma área mais jurídica do que gostaria, então vou me limitar a dizer que, no meu caso, a alíquota incidente é ordem de 0,9% em cima do valor venal do imóvel. 

______O valor venal é calculado pela própria prefeitura e há um anexo na lei que trata sobre o tema. É um cálculo afeto à engenharia. Não temos muito o que fazer, pois o valor que vier cobrado deverá ser pago, certo? 

______Então vamos à forma de tentar diminuir o valor a ser pago. Na mesma estratégia usada no pagamento do IPVA.

______1) A primeira dica é que algumas pessoas têm direito à isenção de IPTU. Como dito, o imposto é de competência municipal, e eu sugiro a você a pesquisa de quais as condições na sua cidade. A título de exemplo, as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte concedem isenção a quem é pensionista ou aposentado. Há casos em que a isenção também se estende a doentes, ou a imóveis pequenos, etc. Consulte, pois às vezes uma atitude dessas nos poupa uma boa grana!
______2) Pesquise se seu município concede descontos para pagamentos à vista, se sim, planeje-se para pagar à vista. Além de dar tranquilidade e fluxo de caixa livre, está cada vez mais difícil de garantidamente conseguir esse retorno em um investimento sem risco. Aqui no meu município o desconto para pagamento à vista é de 10%, ou seja, 180% do CDI. Sempre que possível, pague à vista.
______3) Algumas cidades concedem abatimento no valor do IPTU quando o contribuinte apresenta nota fiscal de serviço que tenha feito nos últimos 5 anos. O abatimento costuma ser de 20% em relação ao valor total da nota, limitado a 50% de desconto no valor total do IPTU. A única regra que costuma ser prevista é estar adimplente com o fisco, ou seja, não pode ter nenhum IPTU atrasado. Boa iniciativa que nos faz não ficar inadimplente com o fisco e estimula pedir nota fiscal de serviços, além de conseguir um baita desconto de até 60% (50% de abatimento mais 10% de desconto para pagamento à vista).

______Resultado: 60% de desconto.

______Hoje vimos como conseguir desconto de 30% a 60% no pagamento de impostos. Você sabia que isso era possível? Se sim, compartilhe abaixo sua experiência e não esqueça de enviar essa postagem os amigos.

______Sem dúvidas é um fôlego muito grande aos investimentos.

______Até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário